terça-feira, 15 de maio de 2012

Treinamento Funcional Híbrido- remada e supino horizontall

video




Olá amigos leitores e colegas do treinamento e fisioterapia.

Hoje o vídeo é na linha de treinamento que costumo chamar como "insane training", e realmente quando realizamos esse tipo de treino sentimos  o quanto essa definição faz jus a esse tipo de estímulo.

O exercício é um híbrido de remada com supino na horizontal, um movimento que faz todo o corpo "sentir" que está vivo, e realmente os membros inferiores trabalham duro, assim como a parte central do corpo, principalmente a musculatura profunda do core. Esse híbrido pode ser considerado um exercício balístico se realizado de forma explosiva, como costumo utilizar. Não é possível colocar muita carga, pois no supino horizontal os ombros sentem muito e a sensação de ombros queimando é muito grande.

Vale a pena utilizar essa variações de híbridos pois os resultados em potência, resistência e grande ativação muscular (todo corpo trabalha para gerar movimento e estabilização), além de ser uma grande alternativa para quebrar platôs de treinamento. Sou suspeito para falar, já que utiliz muitos híbridos em meus treinamentos, já que é uma excelente forma de ativar o metabolismo, considerando a elevação de FC com esses trabalhos da linha CST (cardio strength training).  Esse exercício é dureza que nada mais é que o preço da qualidade que o treinamento com híbridos gera na capacidade funcional do indivíduo.

Curso de treinamento funcional em julho em Porto Alegre com novidades!


FROM THE CORE

Fabiano Piassarollo
"Core Life Performance"


Kettlebell Swing- alternado


video







Olá amigos!

Hoje mais um vídeo de exercício com kettlebell. O treinamento funcional proposto para o atleta de tênis, foi uma variação do movimento conhecido no kettlebell como swing, onde há troca do peso entre as mãos.

Particularmente, costumo utilizar muito o kettlebell swing, pois o potencial desse movimento balístico para a cadeia cinética do quadril (CCQ) é fantástico. Os resultados são potência, transferência de força ente MMI e MMS, ativação do core, propriocepção e controle de movimento.

No exemplo do vídeo, onde há troca do peso entre as mãos, acrecentamos maior dificuldade no controle e também envolvemos o elemento coordenação motora. Uma opção de variação desse movimento para indivíduos com muita experiência e prática de kettlebell é realizar a troca das mãos arremessando o kettlebell e agarrando a alça no ar com a outra mão, em seguida realizar a fase descendente do movimento.

A dica de segurança  para evitar lesões é para que o braço retorne controlando o movimento na descendente, para evirtar problemas na articualação do ombro, se lançar o kettlebell  ar para a troca, é necessário maior atenção na fase descendente, e principalmente para evitar que o peso caia no chão.   

Modifiquem seus corpos com movimentos inteligentes, treinem FUNCIONALMENTE!

Para os profissionais de educação física e fisioterapia, fica o convite, no mês de julho em Porto Alegre, realizaremos o curso de Treinamento Funcional, com algumas novidades e últimas tendências e pesquisas na área. Participem!  

FROM THE CORE

Fabiano Piassarollo
"CORE LIFE PERFORMANCE"
























sexta-feira, 4 de maio de 2012

Kettlebell Clean- Força "explosiva"

video



Saudações amigos from the core!


Hoje por aqui mais um dos alunos "fera" no suor e intensidade de cada treino. Neste treino após, algumas séries combinadas de saltos com arranque, enfatizando a sua preparação física para o tênis, kettlebell para o garoto. Após esses exercícios, para "acabar a construção do atleta", como costumo dizer, "a hora do acabamento com reboco e massa corrida", utilizei 4 sets de kettlebell só para finalizar em grande estilo.     

Sou amplamente a favor de utilizar exercícios de força explosiva com pesos na preparação de meus alunos. O "guru" da cerveja e treinamento, Robert dos Remedios, mais conhecido como CoachDos, criou a expressão que utilizo muito "Cardio Strenght Training", ou traduzindo seria algo como treinamento de força cardio. Vejo que essa possibilidade maximiza os resultados e aproveitamento do tempo do treino, pois ao mesmo tempo em que estamos desenvolvendo força explosiva, estamos também realizando um trabalho cardio, pois em alguns movimentos do kettlebell a frequência cardíaca sobe muito, como se indivíduo estivesse treinando "tiros de corrida" .

 No caso dos exercícios de kettlebell  no final do trabalho de saltos e arranques para  o tenista, preconizei principalmente a utilização da cadeia cinética do quadril ( cadeia que mais gera potência e força ), sob fadiga. Então, se a CCQ foi capaz de gerar potência e força fadigada e movendo um kettlebell de 10kg, imaginem o que está mesma CCQ será capaz de realizar em quadra nos primeiros sets de jogo? Não há mistério nem mágica nisso, basta treinar assim e os resultados em performance e também no "shape" do atleta vão aparecer.

Em se tratando de atletas, fica mais importante a utilização do kettlebell, pois essa ferramenta de treinamento, possibilita através de seus movimentos balísticos, de estabilização e alavancas, melhor transferência de força e potência dos membros inferiores para os membros superiores (passando pelo core), o que é fundamental para o esportista. A transferência de força entre os membros inferiores e superiores fica clara no vídeo do clean.

 As pesquisas tem referendado que cada vez mais é importante desenvolver a força e a potência de forma funcional, e por isso vemos uma grande movimentação de mercado nesse sentido, e cito empresas "gringas" como o Athletes Performance, Performance Better, FMS, CHECK Institute, Dragoon Door, CoachDos, Fitness Anywhere (TRX), e outras, como "propulsoras" dessas mudanças para a massa. Aqui no Brasil também cabe elogiar o ADF e o LPO System como "quebradores"  de paradigma, utilizando metodologias de desenvolvimento de força funcional. 

Mas para não alongar muito o assunto, resta-me enfatizar para que treinem cada vez mais padrões de movimento como agachar, avançar, girar, puxar, empurrar, pois isso é a essência do movimento humano, isso é o que podemos realmente afirmar que é treinamento funcional, ou seja, baseado nas funções dos movimentos.

Em breve divulgarei data, local e valores do novo curso de Treinamento Funcional em Porto Alegre.

Trilha de hoje é Stones: you don't have to mean em BA, muito bom: http://www.youtube.com/watch?v=O2BQDEU0638  

FROM THE CORE

Fabiano Piassarollo
"Core Life Performance"